O vinho para o dia dos namorados

quarta-feira, 12 de junho de 2013
É HOJE... O dia dos namorados chegou, ja vimos decoração, opções para o jantar e o que falta??? O vinho para acompanhar, aqui algumas dicas de como escolher o vinho de acordo com o jantar que escolheu fazer...

O que comer com cada vinho...


Peixes e frutos do mar: Como é um prato ácido, o ideal é que o vinho seja mais ácido que o prato. O vinho Sauvignon Blanc é uma boa pedida para acompanhar estas refeições. Se você for comer bacalhau, é melhor tomar com um Chardonnay ou um Pinot Noir. Um peixe preparado com ovos e condimentos fortes pede um vinho tinto, já se o tempero for à base de azeite de oliva, o melhor é um Chardonnay que passou em madeira.

Carne vermelha: Carnes bem passadas harmonizam melhor com vinhos como Merlot. Se for um churrasco gaúcho, Cabernet Sauvignon.  
Carne de frango: Se for acompanhada de um molho mostarda, por exemplo, dá para beber um Sauvignon Blanc, que é bem refrescante  

Chocolates: Para acompanhar um chocolate bem gostoso é bom harmonizar com um vinho Cabernet encorpado, com um Syrah ou até mesmo com o famoso vinho do Porto. 
Saladas: Vinhos como Chardonnay, Sauvigon Blanc e espumantes combinam bem com saladas.
Massas: “Também depende do molho. Uma massa com molho pesto pede vinhos brancos intensos como Chardonnay, já o molho bolonhesa, um Merlot ou Cabernet.





O que é decantar o vinho?

Decantação é, simplesmente, a passagem do vinho da sua garrafa original para um recipiente, de cristal ou vidro, designado por decanter ou decantador. A decantação é feita exclusivamente com os vinhos tintos e elimina as borras acumuladas, principalmente em vinhos velhos que estão engarrafados há anos. A decantação ainda permite que o vinho “respire”, ou seja, a oxigenação permite a total libertação dos aromas contidos numa garrafa, melhorando assim o paladar ao degustar o vinho.


Dicionário do vinho:

Aberto: Vinho de cor clara
Acidez: Sensação de frescor que é provocada pelos ácidos do vinho. Quando um vinho ácido é bebido, ocorre imediatamente mais salivação.
Aveludado: Uva macia e com textura de veludo.
Bouquet: Aroma resultante do envelhecimento do vinho.
Corpo: Sensação tátil do vinho à boca. Sensação de peso ou “boca cheia” em função do teor extra seco.
Curto: Tipo de vinho que não deixa sabor fixo na boca.
Demi-sec: Vinho ligeiramente doce.
Fechado: Vinho jovem e recém engarrafado e que ainda não demonstra sua marca.
Frutado: Vinho com aroma de frutas.
Jovem: Vinho frutado com pouco tanino e acidez agradável. Exemplos: vinhos brancos, espumantes e vinhos brasileiros. 
Suave: Vinho com pouco corpo e álcool. 
Tanino: Substancia existente na uva que dá adstringência ao vinho.
Tânico: Vinho que tem muito tanino. 

2 comentários :

Hetiele disse...

Adorei as dicas!!!
Agora não preciso esperar pelo maridão pra escolher o vinho...
Todo o blog ta lindo
Parabéns!

falandoemcasamento disse...

Obrigada Hetiele...

Postar um comentário